15 anos de Gastos Sociais, um resumo

O Ipea acaba de divulgar um relatório que resume 15 anos de Gasto Social Federal (aqui na íntegra). Em 1995, os gastos sociais compreendiam R$ 219, 7 bilhões, em 2009 esses gastos foram de R$ 541,9 bi (valores ajustados em R$ de 2010).

Um trecho interessante do relatório está no gráfico acima, mostra que 2009 foi um ano ímpar para os valores dos gastos sociais. Até então, os gastos sociais assumiam comportamento pró-cíclico: aumentando o ritmo quando a economia acelera, e diminuindo quando a economia esfria. Em 2009 foi inédito, os gastos sociais passaram a assumir um comportamento anticíclico, sofrendo uma expansão pujante, em parte como instrumento à crise.

Veja que os dados de 2010 e 2011 não entraram no relatório, esses dados serão necessários para checar se, com a retomada do crescimento do PIB brasileiro, ocorrerá uma volta ao padrão de 2004-2008 (gastos sociais acomodados em termos percentuais do PIB); ou se o ritmo de crescimento continuará forte tal como ocorrido em 2009.

This entry was posted in Assistencialismo, PIB. Bookmark the permalink.

2 Responses to 15 anos de Gastos Sociais, um resumo

  1. bruno veiga says:

    15 de anos de assistencialismo. Por um lado foi bom pois tirou muita gente da pobreza, mas é preciso verficar se hoje estas famílias que receberam a ajuda do governo já aprenderam a pescar……

  2. Frederico Gomes says:

    Tenho 2 pontos a comentar:

    i) Programas sociais foram importantes? Sim foram. Mas a ideia (pelo menos deveria ser esta a ideia) dos gastos com bolsas sociais é que estes sejam provisórios. Na minhão opinião já virou permanente, vai ser difícil deixar de fornecer uma renda que muitas famílias já tomam como dada.

    ii) Concordo com a ênfase que o texto fez na importância dos dados dos 2 ultimos anos. Caso fique claro em 2010 uma aceleração nos gastos sociais acima do PIB ficará nítido os interesses eleitoreiros do governo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *