O salário dos professores da América Latina é baixo?

Muito se discute sobre educação na América Latina. Por exemplo, o ministro da educação, Fernando Haddad disse que a América Latina tem uma “dívida histórica” com a educação e que os países devem trabalhar juntos para “romper a inércia que marcou todo o século XX”. Na semana passada, foi lançada a Rede Latinoamericana de Organizações da Sociedade Civil pela Educação, um esforço conjunto de organizações não governamentais de 13 países da América Latina. Nesse sentido, qual a situação dos salários dos professores nesses países?

O recente estudo “Teachers’ Salaries in Latin America: How Much Are They (Under or Over) Paid?” analisa em que medida os professores são menos remunerados em comparação com outros profissionais.

Os resultados do trabalho apontam que os professores da América Latina são mal remunerados, principalmente os professores da pré-escola e do primário. Os anos a mais de educação que o professor possui não são recompensados no mercado de trabalho. Segundo o artigo, parte desse diferencial de salários pode ser explicado pela maior estabilidade e flexibilidade nos horários de trabalho dos professores.

Verificou-se também que em geral professores com algumas características, tais como homens, pessoas mais velhas e mais escolarizados, possuem salários menores que outros profissionais com as mesmas características.

This entry was posted in Educação, Mercado de Trabalho. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *