Tudo o que um economista queria…

Você entra em uma Saraiva Megastore achando que vai encontrar prateleiras e mais prateleiras de livros de Economia. Daí você se depara com uma oferta bastante diversificada de livros de Administração, Administração, Administração,  mais um pouco de distração, Contabilidade, e finalmente, o caos existe… Economia!

O legal é que Economia e Contabilidade estão juntinhos, são tão parecidos…

Alegre, feliz e saltitante você pega um livro da suposta prateleira de Economia. Logo na capa vem “Saiba como ter Liderança em uma semana”.

This entry was posted in Humor. Bookmark the permalink.

9 Responses to Tudo o que um economista queria…

  1. Caio says:

    Aí você pega outro na sessão de Economia que diz “como operar na bolsa de valores” – também tudo a ver!!!

  2. Pedro Ivo Gomes says:

    os melhores são os títulos dos livros de ADM….deveriam ficar junto com os de auto ajuda….

  3. A aparência engana. Jamais os princípios e a teoria econômica serão parecidos com os da contabilidade. É fácil verificar essa incompatibilidade interpretando corretamente os conceitos técnico/científico das áreas dos respectivos conhecimentos. Para começar basta verificar a diferença entre os conceitos econômico e contábil da palavra investimento para constatar a enorme contradição entre o significado técnico de investimento nas áreas econômicas e contábeis. A falsa aparência entre estas ciências se deve ao fato de que as Ciências Econômicas constituem-se na essência da produção, da vida social, administrativa, contábil, financeira, religiosa, cultural, filosófica, artística, etc. Em tudo aquilo que existe para satisfazer as necessidades de uma sociedade os princípios econômicos se faz presente e se incorpora ao ente. Esta diferença precisa ser explicitada para evitar que o individualismo contábil/empresarial contamine os princípios da economia, que procura soluções para o equilíbrio e o desenvolvimento sustentável dos entes econômicos e sociais.

    • Caro Diógenes, quando disse que os cursos de Economia e Contabilidade são ‘parecidos’ logicamente eu estava fazendo uma brincadeira (veja que a categoria deste post é Humor). Aliás, esta é uma piada muito recorrente no meio acadêmico.
      Abraço
      Adriano.

  4. Bárbara Luz says:

    E por milagre, quando vc encontra um livro de Economia…tá todo amarelo e com cheiro de mofo

  5. João H Baldo says:

    O pior é que é assim mesmo…

  6. É preciso melhorar o nível de ensino das faculdades brasileiras para que os “doutores” se formem conhecendo pelo menos a diferença entre as ciências.

  7. Comerciante de livro ou livreiro não tem obrigação de conhecer a diferença entre ciências, mas um Doutor que não sabe a diferença entre as especialidades do conhecimento deveria se envergonhar do diploma adquirido e da faculdade que o formou.

  8. Amigo. entendi a sua ironia, por isto fiz questão de responder. Alguns leitores não entenderam a brincadeira, como eu previa. Não esqueça que temos um grande contador que se diz economista e pensa como contador, trabalha como contador e tem fama de economista sr. delfim. A falha da escrita é para ressaltar a importância do “economista” QUE JÁ QUEBROU A NOSSA ECONOMIA. Pela ignorância reinante na vida brasileira tenho muito medo deste tipo de brincadeira. Por outro lado tenho consciência que um profissional de economia, que representa um segmento importante da nossa categoria, não cometeria essa heresia. O meu comentário não foi dirigido ao colega. Foi para prevenir a perpetuação da santa ignorância brasileira. Um abraço fraterno, do seu colega de profissão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *