Novas previsões para o PIB: 80% do PIB virá dos emergentes

O FMI divulgou agora há pouco projeções atualizadas sobre as perspectivas de crescimento econômico no mundo. O Fundo revisou para baixo 0,7 p.p. em relação ao último relatório e espera agora que a produção mundial cresça 3,3% em 2012.

As projeções contemplam o fato de que a economia da zona euro deverá entrar em uma recessão branda em 2012, queda no PIB projetada em 0,5%, como resultado do aumento dos juros da dívida soberana, os efeitos da desalavancagem bancária sobre a economia real, e o impacto da consolidação fiscal. O FMI alerta que o desafio político mais urgente é restaurar a confiança e pôr fim à crise na Eurolândia, mas sem excessos na austeridade, “apoiando o crescimento, enquanto mantêm ajuste, contendo desalavancagem, e proporcionando maior liquidez e acomodação monetária.”

O crescimento nas economias emergentes e em desenvolvimento (projetado em 5,4% em 2012) também é esperado desacelerar por causa da piora no ambiente externo e de um enfraquecimento da demanda interna. 

Para o Brasil, o FMI não está tão otimista quanto a equipe econômica do Governo Dilma (que colocou como meta crescimento de 4% em 2012), a projeção é de 3% em 2012, e de 4% em 2013.

Os emergentes representam cerca de metade da produção econômica global, mas, como o mundo rico não vem crescendo, o FMI espera que os emergentes contribuam com cerca 82% do crescimento do PIB mundial em 2012. Só a China deverá contribuir 37,4%. O Brasil terá uma contribuição modesta de 2,7% no crescimento mundial.

A quem possa interessar, coloquei aqui uma tabela com as projeções para cada país.

This entry was posted in FMI, PIB. Bookmark the permalink.

One Response to Novas previsões para o PIB: 80% do PIB virá dos emergentes

  1. Pingback: Pleno emprego em… 2020? « Prosa Econômica

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *