Oscar, Economia e Previsões

Oscar economiaPesquisas sobre o Oscar são sempre interessantes. Ano retrasado conversamos sobre uma provável maldição envolvendo as atrizes ganhadoras do Oscar. Ano passado vimos que as pesquisas estranhas acerca do evento só aumentaram. Esse ano, no entanto, me parece que as pesquisas estão mais ambiciosas: percebi um aumento daqueles que buscam adivinhar os resultados do prêmio. Mas dá para prever o Oscar?

É claro que não há fórmula mágica. Ainda assim em um rápido passeio pelo Google Acadêmico vê-se um aumento do número de artigos que tentam prever o resultado do prêmio, especialmente nos 3 últimos anos. O que mais me impressionou foi a técnica usada: alguns já estão aproveitando o que é publicado nas redes sociais para formar base de dados. O site The Social Oscars é um caso prático disso. Na previsão são usados notas de fóruns, revisões técnicas, tweets e até comentários do Facebook. Encontrei um artigo (pdf) que explica com mais detalhes a metodologia do processo, já esse outro artigo (pdf) faz uma minuciosa revisão bibliográfica de previsões usando redes sociais.

A vantagem de usar essa estratégia deve-se ao fato de a votação real dos membros da academia ser de certa forma influenciada por alguns dos mesmos fatores que definem a avaliação do público. Claro que também tem muitas limitações (como é de se esperar de todo modelo), o júri acadêmico nem sempre usa os mesmos critérios usados pelo júri popular, por exemplo.

A dificuldade em acertar, me parece, tem incentivado novas previsões. Pesquisando um pouco mais, descobri os sites Farsite Forecast e PredictWise, o segundo usa inclusive o estado da economia e o resultado das últimas eleições como variáveis de controle. Outro que vem fazendo um bom trabalho é Ben Zauzmer, estudante de matemática de Harvard, ele tem até um blog só para divulgar suas previsões do Oscar. Por fim, se tivesse que citar uma última aposta, diria que o palpite de Nate Silver também merece uma atenção a parte. Vale lembrar que as previsões de Silver em 2012 (nas eleições dos EUA) foram certeiras, o que até lhe rendeu a posição de economista TOP 1 do ano. Agora é ficar de olho e ver se alguma previsão vai se confirmar. Acertos consecutivos de hoje ajudarão a indicar o caminho de futuras previsões.

This entry was posted in Cultura, Curioso, Pesquisa. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *