Skip to content

Não é só a economia, estúpido!

julho 28, 2010

Por Jorge Ikawa

Durante a disputa presidencial dos Estados Unidos de 1992, tornou-se célebre a frase “É a economia, estúpido!”, de James Carville, um dos responsáveis pelo marketing de campanha do então governador de Arkansas, Bill Clinton. Com este mote, Clinton conseguiu bater o presidente norte-americano à época, George Bush (pai), que, embora gozasse de grande popularidade em virtude do triunfo militar contra o Iraque, “descuidou-se” da economia doméstica e pagou um alto preço por isso.

É inegável a existência de correlação entre a aprovação de um governo e o sucesso na área econômica, fato que, embora evidente, apresenta variâncias em função do país e da época em questão. Apesar disso, o que tenho me questionado nos últimos dias é se apenas o sucesso na área econômica seria responsável pelos altos índices de popularidade do governo Lula.

De acordo com o último levantamento do Ibope, realizado entre os dias 27 e 30 de junho, o Presidente Lula é considerado ótimo ou bom por 76% dos eleitores. Tal indicador é acompanhado, na área econômica, por dados extremamente positivos: criação de quase 1,5 milhão de novos empregos com carteira assinada no primeiro semestre de 2010 e estimativa de crescimento do PIB acima de 7% para este ano, segundo a pesquisa Focus, para citar alguns exemplos.

Tais informações corroboram a tese de que, em grande parte, a aprovação ao governo é decorrente da gestão na área econômica. No entanto, além desse pilar de sustentação, Lula goza ainda de outros dois trunfos: política agressiva na área de promoção social e carisma pessoal.

Com relação ao primeiro item, só para citar o exemplo mais famoso, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, 12 milhões de famílias são assistidas pelo Bolsa Família. Se considerarmos que cada família possui 3,2 pessoas (com base no documento Síntese de indicadores sociais – Uma análise das condições de vida da população brasileira, publicado pelo IBGE em 2007), seriam por volta de 38,4 milhões diretamente beneficiados pelo programa.

Já com relação ao segundo, embora seja mais difícil aferir a popularidade de um governante, alguns indicadores podem dar boas dicas sobre o grau em que esta se encontra. Segundo levantamento do Ibope realizado entre os dias 18 e 21 de junho, 81% da população declara confiar em Lula, dado este bastante ligado à própria figura do presidente.

Em função disso, apesar de o bom desempenho da economia brasileira ser um dos pontos principais a sustentar o alto índice de aprovação do governo Lula, não podemos esquecer que outros quesitos reforçam essa tendência e possuem também sua importância.

Referências: http://www.ibope. com.br ; http://www.mte. gov.br/ ; http://www4. bcb.gov.br/ ?FOCUSRELMERC ; http://www.mds. gov.br/bolsafami lia ; http://www.ibge. gov.br/
4 Comentários leave one →
  1. roça permalink
    julho 28, 2010 9:26 pm

    Oh, gente naum fiquem chatiados, mas como pessoa ocupa que sou, li muito poucos dos artigos já ecritos pelo grupo. Mas, este eu li.
    Bom, posso dizer que gostei bastante. Imprecionante. Mais do que o próprio conteúdo, a tese defendida, que me pareceu bem simples. A forma da construção e argumentação do texto está muito boa. A construção, consistência das idéias e coerência, poderia dizer que estão perfeitas. Sem conta que na argumentação procurou levantar inúmeros dados que coroborassem com a tese defendida. Sem, ao mesmo tempo poluí-lo com demasiado número de informações.
    Sobre o tema é legal. Porém discutível. Cada um pode ter uma opinião e defender uma tese.
    Como, por exemplo, o Fernando Henrique Cardoso em sua reeleição contra o próprio Lula. O primeiro bem menos carismático que o segundo e com um legado até que pequeno em seu primeiro mandato de assistencialismo, e ainda assim, com escala bem reduzida. Mesmo assim, venceu as eleições no primeiro turno. Graças a estabilização monetário que propiciou ao país.
    Então, assim é possível defender vários outros pontos de vista. Assim, como o autor desse texto muito bem defendeu o seu.
    Mas, o que realmente mais me impressionou, e que parabenizo
    nesse texto foi a forma como foi escrito, construído e apresentado. Maneira esta que deu muita clareza e embasamento para o que estava sendo discutido.
    Parabéns.

    • julho 29, 2010 9:45 am

      Oi, Roça, valeu pelos comentários e pelo elogio. Realmente outros pontos de vista são possíveis nesse caso. Levantamos algumas hipóteses que são plausíveis, mas não necessariamente as únicas possíveis. No caso da reeleição de FHC, não podemos desconsiderar outro fator, que à época foi relevante, que diz respeito a um certo “temor” que pairava sobre um possível governo Lula.

  2. carol permalink
    julho 29, 2010 11:51 am

    Concordo que Lula teve boa participação na área econômica mas deixa desejar em muitas outras coisas!!Não gosto dos programas de assistencialismo (bolsa família,citado no texto) que o governo propõe!Sai do nosso bolsa para pagar!Além do que o $ é desviado e muitas famílias recebem o benefício sem precisarem e tantos outros descasos que o governo do nosso dignissímo presidente apresenta!E em relação a popularidade de Lula não nego que realmente está ”em alta”,foi até mesmo comparado com Getúlio Vargas na época em que o Brasil se tornou auto-suficiente em pertróleo!Enfim …há pontos positivos durante a gestão de Lula na presidência mas hipótese alguma votarei na Dilma!
    (ótimo texto e adorei o título)Beijos

    • julho 29, 2010 5:11 pm

      Carol, muito obrigado pelo comentário. Tentei ser o mais isento possível ao analisar a popularidade do presidente Lula, em função disso mesmo, procurei uma série de dados para embasar a argumentação. No entanto, sempre há um pouco de subjetividade no texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s