Skip to content

Na Europa, os opostos se atraem

janeiro 12, 2012

O que acontece quando um grupo de países unifica sua moeda? Eles perdem a política monetária, a não ser, é claro, que concordem em atuar também de forma unificada expandindo ou retraindo sua base monetária. De forma análoga eles perdem a chance de tratar o comércio internacional de forma diferenciada.

Agora juntem essas características com governos com ideologias opostas e uma pitada de xenofobia dentro do bloco… quem foi mesmo que teve essa ideia de União??? (rs)

Mas é na ideologia econômica que um oposto está sendo atraído – os ortodoxos tradicionalmente liberais estariam mudando de ideia propondo a taxa Tobin? Ou as pessoas que estão mudando de lado? As opções atualmente são de maior regulação dos mercados financeiros ou a implantação do Imposto Robin Hood (saiba mais aqui), ambas opções totalmente antiliberais. Como já tratado aqui na Prosa sobre as posições de cada escola (aqui, aqui e aqui) diante dessas ferramentas, será que em pouco tempo veremos uma mudança do que consideramos ortodoxo  hoje?

Este texto está cheio de pontos de interrogação não por acaso, só estou seguindo a última moda lançada na Europa! Se, de acordo com Keynes a incerteza gera entesouramento e através disso uma piora da situação, não dá para olhar com otimismo para a situação européia.

Exageros à parte, as desvantagens da criação do bloco estão se destacando agora que a recessão chegou. Afinal é fácil viajar juntos quando o vento está à favor, mas é quando o vento está contra que você vê com quem pode contar.

2 Comentários leave one →
  1. Marcílio de Azevedo Torrent permalink
    janeiro 12, 2012 7:58 pm

    Moeda única, sem poder de desvalorização por cada país e desigualdades em políticas fiscais, com algumas nações fazendo o trabalho “direitinho” e outras gastando muito com benefícios sociais são fatores que irão contribuir sobremaneira para desarticular a Zona do Euro. Não dá para países com diversas particularidades tentarem serem os mesmos economicamente…

Trackbacks

  1. A viagem de Delfim « Prosa Econômica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s