Skip to content

Economista: Racional ou Egoísta?

fevereiro 11, 2012

“O homo economicus, ou no caso, o anas economicus”

Se você é economista, provavelmente alguém já perguntou se você sabe economizar bastante. Essa ideia não está de todo equivocada, afinal o ato de economizar faz parte da gestão eficiente dos recursos escassos. No entanto, muitas vezes, quando você diz que é economista, as pessoas pensam que você deve ser mão-de-vaca, sovina, egoísta, e deve nadar em dinheiro. Mas, seria o comportamento do economista marcado pelo egoísmo?

Existe uma grande variedade de trabalhos acadêmicos que buscam associar características a determinadas profissões. Esse é o caso de estudos (como este) que procuram alguma evidência de que os economistas tendem a ser mais egoístas que os demais profissionais.

Para o professor de filosofia Eric Schwitzgebel, o contato com a “teoria da escolha racional” faz toda a diferença. Segundo ele, no dilema dos prisioneiros, por exemplo, respeitada a premissa de racionalidade, cada um dos agentes busca minimizar sua pena. Mas sabemos que esse comportamento não gera o melhor resultado social. Nesse sentido, a partir do contato com essas teorias, os economistas tenderiam a ser mais racionais, isto é, buscariam maximizar seu bem estar. No entanto, para Schwitzgebel, as evidências encontradas não são suficientes para se concluir que o contato com as teorias econômicas realmente induz o aumento do egoísmo entre os economistas.

Alguns dos resultados curiosos encontrados na literatura podem ser justificados de diversas formas, inclusive pela mão invisível. Para Mankiw, talvez prevaleça aquele famoso insight de Smith:

“Ao buscar o seu próprio interesse ele freqüentemente promove o da sociedade mais efetivamente do que quando ele realmente intenciona promover este último.”

Por outro lado, a Professora Maria da Conceição Tavares define a economia como ciência social. O conhecimento da teoria econômica deve ser utilizado para melhorar socialmente e politicamente uma nação, e não simplesmente ser utilizada para maximizarmos nosso bem estar. Seu recado aos estudantes de economia é claro:

“Se você não se preocupar com o povo brasileiro, realmente meu bem, melhor então… vá ser engenheiro de obras! Não aborrece, tá claro!”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s