Skip to content

Se esquentar, para onde iremos?

dezembro 12, 2012

Novas, interessantes e preocupantes evidências! O impacto espacial do aquecimento global foi objeto de estudo desta pesquisa (pdf) recém-publicada. Na última edição da The Economist também tem uma matéria sobre isso. É o típico assunto que se publica próximo ao fim do mundo para amedrontar os outros…

Imagem: The Economist

Imagem: The Economist

Mas vamos ao que interessa. Os autores analisaram como o aumento da temperatura pode interferir no bem-estar considerando que as pessoas vão tentar se adaptar através de movimentos migratórios. Em cenários extremos, por exemplo, as temperaturas reduzem a produtividade agrícola global para perto de zero, o que resultaria no fim da vida humana.

Em cenários mais moderados, sob a hipótese de que as pessoas podem se movimentar livremente, o estudo encontrou que o aumento das temperaturas melhora a produtividade agrícola em climas do norte. Desta forma, em teoria, perdas de bem-estar podem ser pequenas porque haveria grandes movimentos de pessoas em direção ao norte.

A ideia é que como o clima se aquece, as áreas vulneráveis se tornam menos desejáveis. Para se ter uma ideia, a pesquisa encontrou que um aumento de temperatura de 2 °C no equador junto com um aumento de 6 °C no Pólo Norte, provocaria uma mudança nos locais de atividade agrícola e de produção de cerca de 10 graus de latitude até o final do século, aproximadamente a distância entre Dallas e Chicago (cerca de 1300 km!!).

O problema é que a hipótese de livre mobilidade é um tanto irrealista demais. As restrições ao movimento, isto é, os limites de migração, têm um grande efeito perverso sobre o bem-estar e aumenta os custos do aquecimento global. Há de se notar também que a alteração da temperatura impõe uma série de falhas de mercado. Áreas que perdem valor à medida que se tornam mais arriscadas podem se tornar atrativas para famílias pobres em busca de habitação a preços acessíveis. Isto nós brasileiros sabemos bem, áreas sem condições de moradia são ocupadas e aí basta uma chuva mais forte para desabar tudo. São situações que já acontecem hoje, imagine como seria se o clima piorar.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s