Skip to content

Economistas de Harvard dão 5 dicas para emagrecer

fevereiro 20, 2013

Mankiw and RomerA gente dá palpite em tudo mesmo. Chegou a hora de saber o passo-a-passo da dieta milagrosa dos economistas. Mankiw já sabe? Tudo indica que sim!

Falando sério, as dicas foram feitas por economistas comportamentais de Harvard, e claro, todas elas têm fundamentação empírica. Vamos as dicas (via HBS):

#1 – Planeje as compras de supermercado uma semana antes de pegar/receber o produto: uma pesquisa (pdf) encontrou que ao planejar com antecedência as pessoas escolhem com mais frequência os produtos que “devem” comer (alimentos saudáveis) do que os produtos que “querem” comer (doces, por exemplo).

#2 – Coloque seu dinheiro onde sua boca está: fazer promessa mediante pequenas apostas em dinheiro pode ser uma boa estratégia para cumprimento de metas. É o que mostra esta outra pesquisa. O aplicativo DietBet seria uma forma prática de fazer isso.

#3 – Encha a sua mochila com pedras: a sensação física de peso está associada a um maior sentimento emocional de culpa. A pesquisa é recém-escrita e está prestes a ser publicada mas a Prosa já tem o pdf com todos os resultados preliminares. Todos os participantes receberam mochilas com pedras, só que a “produção” não avisou que metade deles receberia uma mochila de cerca de 7 kg e a outra metade receberia uma mochila de 2 kg, a partir daí suas reações foram analisadas. Acredite, carregar uma mochila mais pesada esteve associado a uma maior sensação de culpa e ao consumo de alimentos mais saudáveis.

#4 – Coloque suas mãos em seus quadris e sinta-se a Mulher Maravilha:  posso imaginar como foi o experimento. De fato a pesquisa testou como a linguagem corporal afeta a química do corpo. Especificamente, eles investigaram a existência de efeitos da pose do indivíduo. Resultados surpreendentes: ao adotar posturas distintas que fazem as pessoas olharem mais confiantes, mesmo que não estejam de fato se sentindo assim, tais posturas estão associadas a uma diminuição dos níveis de cortisol (hormônio que conduziria ao excesso de gordura abdominal).

#5 – Ignore seus colegas preguiçosos: saber quantas horas seus amigos passam na academia fazendo exercícios pode não te ajudar ou até piorar o seu desempenho. Isto porque uma pesquisa futura (é isso mesmo, os resultados estão prontos mas a pesquisa ainda está sendo redigida) chamada “Converging to the Lowest Common Denominator in Physical Health” encontrou que os níveis de atividade das pessoas que convivem em grupos tendem a convergir para os níveis dos membros de pior desempenho.

Bem é isso. Se ao ler tudo isso você ainda se perguntar: mas isso não é assunto para a medicina? Sim, mas a gente dá palpite mesmo assim. Vale lembrar que todas as pesquisas citadas foram organizadas por pesquisadores do Departamento de Economia. Thanks to Econometrics!

2 Comentários leave one →
  1. fevereiro 13, 2017 9:59 pm

    Bom.

  2. fevereiro 21, 2017 8:15 pm

    Muito bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s