Skip to content

Desenvolvimento Econômico e Angry Birds

abril 8, 2013

A discussão está pegando fogo entre os teóricos mais brilhantes do Desenvolvimento Econômico. Abhijit Banerjee — companheiro de pesquisa de Esther Duflo nos trabalhos que aplicam Randomized Controlled Trials (RCTs) — e Angus Deaton — do Development Research Institute (DRI) da NYU — estão no centro desse debate.

Randomized Controlled trials -- DufloUma Randomized Evaluation é, basicamente, um tipo de avaliação de impacto, que utiliza da atribuição aleatória de alocação de recursos para executar programas e aplicar políticas. Como todas as avaliações de impacto, a finalidade principal é determinar o efeito de um programa, e mais especificamente, quantificar o tamanho do impacto. Isso é feito comparando os resultados daqueles (indivíduos, comunidades, escolas, etc) que receberam o programa contra aqueles que não o receberam. Duflo e Banerjee amparam-se em alguns experimentos feitos primeiro na medicina para dizer que RCTs é uma forma rigorosa de avaliação por produzir resultados não-viesados.

Angus Deaton tem argumentado, no entanto, que as RCTs não têm recebido o mesmo exame minucioso que os métodos de pesquisa recebem, na medida em que as críticas ao método se fazem necessárias. Deaton vê limitações nas RCTs uma vez que o experimento se concentra em intervenções muito pequenas que, por definição, só funcionam em determinados casos já que não há nenhuma garantia de que vá funcionar em qualquer outro contexto.

Segundo ele, o método é altamente considerado porque as pessoas assumem que a aleatoriedade da seleção elimina o viés. Deaton lembra, no entanto, que existem duas fases de seleção. A primeira etapa os pesquisadores começam com toda a população e na segunda etapa eles devem escolher um grupo que será aleatoriamente dividido em conjuntos de estudo e de controle. Ocorre que a primeira etapa não é aleatória: ela “pode ser determinada por conveniência ou política, e, portanto, pode não ser representativa de toda a população”. Ao mesmo tempo, as amostras estudadas em RCTs são, na verdade, muito pequenas, o que significa “que um outlier no grupo experimental pode ter um enorme efeito de distorção”.

Claro que esse debate está longe do fim. Esta semana, revisitando as discussões da última conferência de desenvolvimento realizada pela NYU na qual Banerjee e Deaton estavam presentes, o pessoal do DRI citou esse épico trecho abaixo. Na ocasião Deaton recomendou que em certos casos seja aplicado o método de Tentativa e Erro no lugar das RCTs, e, para isso, ele se valeu de Angry Birds

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s